O Book Club

Acabo de receber pelo Twitter um link com os melhores sites para baixar livros. Dica valiosa.
Acessem.

Gente, achei suuuuuper Admirável Mundo Novo esse comercial do Boticário. Olhem só:

E corrigindo o post do último livro, assistimos ao filme Gattaca, uma ficção bem legal com Uma Thurman e Ethan Hawke.

Adous Huxley- Admiravel Mundo Novo.jpg

O livro escolhido para o mês de maio foi o “Admirável Mundo Novo”, escrito em 1932 pelo inglês Aldous Huxley. Primeiro preciso dizer o motivo da escolha: tenho uma quedinha por ficção. Sim, tenho mesmo, e o livro é exatamente a narração de um mundo futurista e hipotético, onde as pessoas não tem emoções, crenças religiosas ou valores morais. E mais: existe a supervisão do Estado, que controla tudo e todos.

Pesquisando pela internet, ainda não descobri qual filme exatamente descreve o livro, mas muitos foram insipirados nele, principalmente os que mostram sociedades do futuro em geral. Matrix, por exemplo, prevê uma sociedade futurística, mas no plano virtual.

Tirei do Wikipédia umas curiosidades do livro:
Picture 2

A princípio, o encontro está marcado para dia 30/05 na minha casa, para a discutirmos o livro e assitirmos ao filme. Boa leitura!

PS: peço ajuda às cinéfilas para escolher o filme! Help!

Mais um acervo digital entra no ar para ajudar e ser fonte de pesquisa para milhões de pessoas no mundo inteiro. Lançada pela Unesco ontem, 21/04/09 em Paris, a World Digital Library, é um projeto que teve colaboração de 32 instituições e terá o terceiro maior acervo digital, entre fotografias, mapas, livros, manuscritos e filmes.

Notinha retirada do CCSP de 20/04/09.

Acontece amanhã, 23/04 das 18h às 21h na Praça da Liberdade, mais uma edição do Flores e Livros, um evento promovido pelo projeto Sempre um Papo. Veja o cartaz de divulgação e confira mais sobre esta data aqui.
virtual-sao-jorge

Tags: ,

Já ouviram falar do T-Bone Açougue Cultural? Pois bem, é sim um açougue em Brasília que tem um acervo de livros e ainda promove encontros com escritores, noites culturais e a Parada Cultural, esta última uma espécia de “biblioteca” em pontos de ônibus pela cidade, onde as pessoas podem ler livros e depois devolvê-los.
Bom, resolvi fazer o post porque vi uns anúncios bem legais hoje no CCSP, incentivando a doação de livros para o T-Bone e depois entrei no site para conferir a história. Dêem uma passadinha lá para conferirem. É até um jeito legal de promover a leitura entre as pessoas.

Achei muito legal encontrar essa notícia hoje, justamente quando estamos lendo Madame Bovary. É o seguinte: existe um site com uma reprodução dos originais e a transcrição do livro de Gustav Flaubert. O trabalho envolveu uma equipe de 130 pessoas, de diversas idades e países e coordenado por Yvan Leclerc, especialista na obra do autor francês. O projeto foi realizado pela parceria da Biblioteca Municipal e a Universidade de Rouen, cidade natal de Flaubert.

A notícia saiu no Clube de Criação de SP de hoje.

E sobre nosso encontro desse mês, a anfitriã Lud abre as portas da mansão em Pará de Minas para nos receber, no último fim de semana de abril.

Madame Bovary